Blefaroplastia: cirurgia plástica levanta pálpebras e elimina bolsa de gordura

Blefaroplastia é a cirurgia plástica que melhora o aspecto das pálpebras superiores e inferiores, eliminando bolsas de gordura, rugas, flacidez e com isso rejuvenescendo a região em torno dos olhos

Cuidados antes da cirurgia:

É necessário jejum de oito horas antes da cirurgia e realização de exames como hemograma (o exame de sangue), coagulograma (análise da coagulação do sangue). Medicações anticoagulantes, como a aspirina, devem ser evitados um mês antes da cirurgia. Também é recomendado cessar o tabagismo com pelo menos um mês de antecedência à cirurgia plástica.

Cuidados do pós-operatório:

Cicatrização

A cirurgia deixa uma cicatriz discreta, pois fica localizada exatamente na dobra da pálpebra superior (porção que fica escondida quando o olho está aberto) e bem embaixo dos cílios inferiores, no caso da pálpebra de baixo ou ainda dentro da conjuntiva (parte de dentro dos olhos). O aparecimento de queloides é muito raro nesta região, mas pode acontecer.

Tabagismo

O cigarro deve ser evitado pelo menos 1 mês antes da intervenção e nos dois meses seguintes à cirurgia pois prejudica a microcirculação e compromete a cicatrização.

Medicação

É comum que o médico indique o uso de antibióticos preventivos e analgésicos se houver dor. Todos eles administrados por via oral, ou seja, tomados pela boca. O uso de colírios pode ser feito apenas para lubrificação dos olhos.

Higienização

Deve ser feita normalmente com água e sabonete, uma vez que não ficam curativos no local.

Repouso

Deve ser feito repouso de uma semana, até a retirada dos pontos.

Óculos escuros

Devem ser usados até que a cicatrização esteja completa, cerca de 30 dias. A ação do sol pode dificultar a cicatrização e deixar a pele da região manchada.

Para dormir

O paciente deve dormir de barriga para cima por duas semanas, depois disso é possível dormir de lado. Uso de lentes de contato Quem usa lentes deve evitá-las nos primeiros 10 dias.

Inchaço

Compressas geladas feitas com água e gaze ou pano limpos ajudam a reduzir o inchaço da região.

Resultados

Na primeira semana já é possível ver os resultados, mas eles se tornam mais evidentes depois que diminui o inchaço Após dois a três meses - e só estarão completos depois de seis meses a 1 ano. Melhores resultados aparecem quanto mais firme a pele das pálpebras estiver. Quanto mais flácida a região, mais rápido a pálpebra cairá novamente. Esta última alteração está relacionada com os efeitos do envelhecimento da pele.

Contraindicações à blefaroplastia

Pacientes com doenças crônicas como diabetes, hipertensão e insuficiência cardíaca descompensadas devem antes controlá-las para depois submeterem-se a cirurgias plásticas. Quem tem problemas de visão, como miopia ou hipermetropia, por exemplo, podem fazer a cirurgia sem qualquer problema.

Cirurgia de catarata

A catarata é um processo de opacificação do cristalino, que é uma lente natural dos olhos localizada atrás da íris. Essa lente (cristalino) é normalmente clara e transparente.

Com o aparecimento da catarata, ela se torna opaca e impede a passagem dos raios luminosos que formam a imagem no fundo do olho.

O único tratamento eficaz para a catarata é a cirurgia, não existindo colírios ou óculos que eliminem a doença. A catarata é responsável por 20 milhões de cegos no mundo, e no Brasil 350 mil pessoas apresentam cegueira por conta da doença. No entanto, a perda de visão é reversível com a cirurgia.

São feitas incisões no olho para introdução de uma cânula no globo ocular, ligada a um equipamento que aspira e dilui a catarata.

Indicações

Todo paciente com catarata possui indicação para fazer a cirurgia de catarata.

Exames necessários para realizar a cirurgia

Os candidatos à cirurgia de catarata devem ser avaliados por um oftalmologista, que irá realizar uma série de exames oftalmológicos como acuidade visual, fundo do olho, pressão intraocular, topografia da córnea, ultrassonografia do globo ocular ( se necessário ) e um exame para cálculo da lente intraocular a ser implantada.

Também será solicitada uma avaliação cardiológica e exames de sangue.

 

Tipos de anestesia

A cirurgia de catarata na maioria dos casos é feita apenas com colírios e uma sedação leve, exceto se o paciente tiver alguma contraindicação de saúde que necessite outro tipo de anestesia.

Como é realizada

A técnica atual é a cirurgia é feita por facoemulsificação. A facoemulsificação faz a remoção da catarata.

São feitas incisões menores de 3,5mm nos olhos. É inserida através dessa ruptura uma espécie de cânula no globo ocular, ligada a um equipamento ultra-sônico que aspira dilui a catarata.

Em seguida, é implantada uma lente intraocular através da incisão. Esta lente varia de pessoa a pessoa, pois além do grau existem lentes monofocais e multifocais. Quem decidirá qual a melhor lente será o medico juntamente com o paciente.

Em todo o procedimento o paciente fica deitado e é utilizado um microscópio para a visualização da cirurgia.

Após a cirurgia de catarata, o olho operado terá um curativo que pode ser feito com gaze, tampão de acrílico ou óculos escuros, dependendo da técnica utilizada. Serão receitados colírios por um período.

Por ser feito com uma técnica segura, a cirurgia de catarata pode ser realizada centros especializados, não necessitando de internação. O paciente tem alta logo após o procedimento, podendo voltar para sua casa.

Tanto o procedimento, sua técnica e as lentes intraoculares são de amplo conhecimento dos oftalmologistas aptos a realizar a cirurgia de catarata.

Tempo de duração do procedimento

O tempo da cirurgia de catarata varia de pessoa a pessoa, mas em geral dura em média 20 minutos.

 

Cuidados após a cirurgia

Após a cirurgia de catarata, o paciente retorna para casa e tem a indicação de permanecer sentado em local confortável. Normalmente a visão retorna ao normal em alguns dias  e o paciente volta a suas atividades normais após poucos dias, não podendo praticar atividades de impacto ou que tenham risco de impacto, como esportes, exercícios físicos ou dirigir. Além disso, outros cuidados devem ser tomados com os olhos, como:

  • Não esfregar

  • Não coçar

  • Não dormir sobre o olho operado nos primeiros dias pós-operatório

  • Não realizar esforço físico.